PALMEIRA ARECA DE LUCUBA (DYPSIS MADAGASCARIE

Palmeiras

FICHA TÉCNICA

  NOME:  PALMEIRA ARECA DE LUCUBA (DYPSIS MADAGASCARIE

  Tipo:  Palmeiras

  Luminosidade:  Sol Pleno

  Irrigação:  Diária

  CARACTERÍSTICAS:  ome popular: Areca-de-locuba. Características: Originária de Madagascar. Palmeira de tronco simples,ereto, dilatado na base e esbranquiçado na região terminal. Pote atingir 15m de altura. Suas folhas são dispostas em triângulos com aspecto crespo.Os frutos são ovóides de cor marrom.Uso: Espécie bem utilizada no paisagismo atual. Nome científico:Dypsis madagascariensis Família: Arecaceae (Palmae) almeira solitária, elegante, bastante rústica, de 7 a 15 m de altura, originária de Madagascar. Caule ereto, espesso, anelado, verde, dilatado na base e afunilado em direção ao topo, esbranquiçado na região terminal, medindo cerca de 18 cm de diâmetro. Folhas pinadas, medindo de 1,5 a 3,0 m de comprimento, dispostas em quina triangular; pinas lanceoladas em número de 80 a 100 de cada lado da raque, inseridas em ângulos diferentes, dando às folhas um aspecto de crespas. Inflorescências muito ramificadas, dispostas na axila das folhas, com pedúnculo de 50 a 60 cm e bráctea peduncular de 50 a 80 cm. Frutos ovoides, marrons, numerosos, com polpa suculenta. Cultivada a pleno sol em parques e jardins como planta isolada, em grupos ou fileiras. As plantas novas requerem solo fértil e úmido. Tolera temperaturas amenas

  CURIOSIDADES:  

ome popular: Areca-de-locuba. Características: Originária de Madagascar. Palmeira de tronco simples,ereto, dilatado na base e esbranquiçado na região terminal. Pote atingir 15m de altura. Suas folhas são dispostas em triângulos com aspecto crespo.Os frutos são ovóides de cor marrom.Uso: Espécie bem utilizada no paisagismo atual. Nome científico:Dypsis madagascariensis Família: Arecaceae (Palmae) almeira solitária, elegante, bastante rústica, de 7 a 15 m de altura, originária de Madagascar. Caule ereto, espesso, anelado, verde, dilatado na base e afunilado em direção ao topo, esbranquiçado na região terminal, medindo cerca de 18 cm de diâmetro. Folhas pinadas, medindo de 1,5 a 3,0 m de comprimento, dispostas em quina triangular; pinas lanceoladas em número de 80 a 100 de cada lado da raque, inseridas em ângulos diferentes, dando às folhas um aspecto de crespas. Inflorescências muito ramificadas, dispostas na axila das folhas, com pedúnculo de 50 a 60 cm e bráctea peduncular de 50 a 80 cm. Frutos ovoides, marrons, numerosos, com polpa suculenta. Cultivada a pleno sol em parques e jardins como planta isolada, em grupos ou fileiras. As plantas novas requerem solo fértil e úmido. Tolera temperaturas amenas